Copyright © Um Tesouro no Céu
Design by Dzignine
quinta-feira, 21 de maio de 2009

GENUÍNO PRAZER

 
Um miligrama de obediência vale mais que uma tonelada de oração.  (Timothy Rogers)
O prazer é uma recompensa maravilhosa, mas ele não é e nem pode ser um fim em si mesmo. A busca de um prazer vazio é perder de vista os valores e a alegria que um genuíno prazer traz.

O prazer genuíno vem como resultado de alcançar um alvo ou algum nobre propósito. Você não pode criar o prazer. O prazer nasce apenas como resultado de uma outra atividade. Como um fim em si mesmo, o prazer se torna vazio e sem significado algum. Como um viciado que anseia pela droga, em busca do prazer que ela lhe proporciona, aqueles que buscam o prazer em si mesmo jamais encontram o prazer perene e duradouro.

Alguém que evita a obediência e vai direto ao prazer nada mais faz do que roubar do prazer aquilo que tanto busca: alegria, significado e propósito. Quando o apenas “sentir-se bem” anula a profundidade, ele deixa de acrescentar valor e exuberância à sua vida.

Prazer é recompensa; não é um estilo de vida. Deus, aquele que criou o prazer, se deleita quando nós o desfrutamos tanto quanto possível. Por isso a Escritura Sagrada recomenda: Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração (Salmos, 37:4). O único parâmetro é que esse prazer seja alcançado de forma correta, segundo os seus padrões, caso contrário já não é prazer. 
Nélio DaSilva
Para Meditação:
Amo os teus mandamentos mais do que o ouro, mais do que o ouro refinado. Por isso tenho por, em tudo, retos os teus preceitos todos, e aborreço todo caminho de falsidade.  Salmos 119:127,128

0 comentários:

Postar um comentário

Recent Visitors

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...