Copyright © Um Tesouro no Céu
Design by Dzignine
quinta-feira, 13 de maio de 2010

Quando o Sofrimento bater...




O que nos move é a nossa fé, ela é a experiência da confiança, ela nos dá segurança a caminhar. Enlouquecemos quando perdemos a fé nas coisas.Não conseguiremos sobreviver se não tivermos fé! Não seja vítima de sua vida. Como sempre digo, é preciso sobreviver ao sofrimento, e isto conseguimos pela fé. Quando acreditamos que Deus está conosco em todos os momentos, em cada provação.


Ninguém nos disse que seria fácil. Não há como lutar se não estiver preparado e o que nos prepara é a nossa fé, nossa confiança em Deus, em nós mesmos, através do conhecimento de nossos limites.O limite faz parte da essência humana e não  pode ser retirado de nós. Mas a pergunta é: Como ter fé no sofrimento? Quando tudo parece estar na contramão, como suportar as provações sem perder a fé, a esperança e a confiança?

Como reagir diante de uma vida que não deu certo? Como dar testemunhos da fé se não teve sofrimento? Ou no momento em que tenho que conviver com os meus limites e aprimorar o meu ser?


O medo paralisa.Deixar ser vitima de si mesmo, de seus problemas, de sua vida não leva a nada. Jesus nos ensina com seu exemplo, era especialista em fazer do sofrimento não um obstáculo que impessa a alcançar a felicidade mas sim, degrau pra chegar mais perto dela.


 Fortalecei-nos no Senhor! Assim, no momento em que a vida parecer insuportável, você terá como resistir. Cada situação que vivemos tem um propósito, quer entendamos ou não, talvez só cheguemos a entender lá na frente, quando tudo passa. Não é vergonha fracassar, pois somos humanos. Não é vergonha passar pelos seus limites, vergonha é não os ver. A maturidade nos ensina a não buscar culpados, pois tudo concorre para o nosso bem, sim, mesmo as quedas, as decepções, os empurrões e "puxões de tapete", porque eles nos fazem mais fortes.

Diante do sofrimento, precisamos nos fazer fortes e fortalecer aqueles que sofrem, se sofremos é preciso acreditar que tudo se revistirá de bençãos e que nenhum sofrimento é eterno, são apenas fases.

O pessimismo nos faz desabar. O pessimismo é a forma mais simplória de suportar a vida, pois não requer o aperfeiçoamento humano, por isso precisamos conhecer e superar nossos limites. O amor fere, mas a dor fortalece, o amor e a dor são separados por uma linha tênue, ambos são necessários e se completam.


As pessoas que fazem diferença na sociedade são aquelas que conseguem escrever sua história de forma diferente, aqueles que conseguem transcrever as dores do mundo em poema, não de maneira utópica, mas com os pés no chão e com a certeza de que tudo é possível aquele que crê.

Sabe o que está faltando para a nossa vida? Recordar-nos de que somos capazes.

Chega de humanos que dizem: ‘Eu não dou conta’. O reconhecimento é fundamental, mas ele é ainda mais importante quando parte de nós, para nós mesmos. Não temos o direito de dizer que não damos conta se não tentarmos.

Quando o sofrimento bater, saiba que junto dele tem alguém que bate à sua porta pra lhe ajudar a suportar a dor, o fardo não será carregado sozinho. Ele te leva, até o fim.

Chega de lamentar-se, Deus tem projetos maravilhosos para você!

Este texo foi escrito por:
Camila Maria Camargos
Escritora, mineira, Iguatamense. Autora de "Fragmentos de Luz" e colunista do Jornal Gazeta Iguatama. Na internet  www.artigonal.com com temas diversos, porém um olhar especial ao comportamento e relacionamento humano. Com mensagens de humor e reflexão chama a atenção para a valorização do contato e percepção de pessoas. Email: camilamcamargos@yahoo.com.br
 Você encontra texto de Camila neste site também: CyberBalada.com


0 comentários:

Postar um comentário

Recent Visitors

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...