Copyright © Um Tesouro no Céu
Design by Dzignine
quarta-feira, 22 de abril de 2009

Quanta liberdade você quer?

 

Sexta feira você toma um ônibus para o interior. Você pretende visitar parentes. É noite. Final de semana. O tráfego é intenso. Como se não bastasse, começa a chover.
O motorista do ônibus está correndo. Ele anda a 65, depois acelera para 75. Daqui a pouco ele está correndo a 80. A chuva é intensa. Você está sentado na frente do ônibus e quase não vê a estrada. Passa cada caminhão quase batendo na lateral do ônibus.
Você começa a ficar com medo. Você fala com o motorista para ele ir um pouco mais devagar. Ele responde “Não se preocupe! Estou dentro do limite de velocidade. Nesse trecho aqui posso andar até 90!” E ele começa a acelerar até 90 por hora.
Você quer que ele corra a 90 nessas condições? Embora ele esteja dentro da lei, embora ele tenha todo direito de fazer isso, você quer que ele faça tudo que pode? É sempre bom aproveitar toda a liberdade que temos? É sempre bom usufruir de todos os nossos direitos?
É sempre bom a gente fazer o que quiser, desde que não quebre as regras? Há muita coisa que, como Cristão, eu tenho liberdade para fazer. Mas, isto quer dizer que é o melhor? 
“Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam.” 1 Cor 10:23

 
“Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne (ou à natureza pecaminosa); ao contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.” Gálatas 5:13


 Dennis Downing 
segunda-feira, 20 de abril de 2009

Para onde correr?



O mundo está desgovernado. O homem querendo ditar seu próprio destino, tomar suas decisões sozinhas, trilhando seu próprio caminho. Mas não pode imaginar o dia de amanhã. O homem não tem poder para enxergar o seu futuro e nem as conseqüências de suas decisões.
O Senhor, que criou tudo, ama o homem, mas odeia o pecado.
Deus tem tentando mostrar ao homem que pode confiar a Ele seu futuro, seus planos, projetos e sonhos. Mas o homem continua fingindo não ouvir, prefere virar o rosto contra o Senhor, não dando ouvidos aos Seus ensinamentos. Aqueles que continuam rejeitando a Deus terão um futuro incerto, por mais planejamento que façam, não alcançaram o seu maior objetivo: o paraíso.
Deus tem dado sinais de que o mundo não existirá para sempre, tem dado provas de que sua Palavra é verdadeira, que a destruição final e total virá, e muitos irão desejar se esconder, mas não terão para onde ir, porque a destruição estará em toda parte.
Mas ainda há tempo de consertar o caminho, se deixando ter a vida direcionada por Deus.
Quem entrega sua vida ao Senhor, não estará livre da dor e da destruição, mas estará com o futuro garantido num lugar onde a paz reinará.
E quem não quer viver nesse lugar?
Mas para isso devemos devolver ao Senhor a nossa vida. Ele é um pai amoroso, mas como é puro e santo, não pode tolerar o pecado, a violência entre os homens, e irá fazer justiça, onde todos serão julgados conforme o caminho que escolheram para si mesmos.
O desejo do Senhor é que ninguém precise se esconder, mas todos seus corações limpos e cheios de amor, cheios do amor ágape, o amor que não espera nada em troca, o amor que ama mesmo sem ser amado.
(Adriana Lyra)
...e disseram aos montes e aos rochedos. Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, porque chegou o grande Dia da ira deles, e quem é que pode suster-se? (Ap 6:16-17)
Corra para os braços do Senhor...
Deus seja contigo sempre

sexta-feira, 17 de abril de 2009

VOCÊ É CAPAZ

“O mundo está à sua frente com tanta coisa para mudar e esperando pelo amor que só você pode dar, não tenha medo de se abrir, não tenha medo de ajudar, pois sua força não é daqui, ela não é desse lugar, bem lá no fundo do seu ser essa força vem brilhar. É o espírito de Deus que vem sua vida conquistar, comece agora a viver toda lição que ele ensinou e mostre ao mundo sem temer o que o Pai já te mostrou. Seja a luz do mundo! É o Senhor a te chamar! sinta esse amor profundo! Ele quer te ver lutar! Pois só no seu caminho é que tudo vai mudar. Basta seguir em frente e a ele se entregar. Você não vai estar sozinho, ele te ajuda a caminhar, ensine ao mundo o seu caminho, e mostre ao mundo o que é amar, então seus olhos vão se abrir, seu coração se iluminar, quando o mundo descobrir que ele veio nos salvar. Só o espírito de Deus pode nos trazer à paz, ele é a vida eterna, que só Jesus Cristo nos traz, deixe-o então agir e a verdade aparecer, vem receber a vida eterna que ele quer te oferecer. Vem lutar por essa vida, por um mundo melhor, seja o sal da terra inteira, em nome de Deus, seja a vida, seja a luz do mundo e aceite essa missão, pois Jesus vai estar contigo dentro do teu coração. "
A paz do senhor.

(Luiz Gomes)
quinta-feira, 16 de abril de 2009

EM APENAS UM MINUTO


Na vida muitos são os acontecimentos e muitas vezes nem sabemos como reagir.
Parece que o mundo está prestes a desabar.
Um simples problema ganha enormes proporções.
E quantas vezes, acabamos cometendo atos impensáveis ou dizendo palavras ásperas porque nos deixamos levar pela raiva?
Eu, em muitos momentos da minha vida, já me deixei levar pela emoção.
E nem sempre aprovei o resultado final.
Nos últimos anos tenho tentado me vigiar mais e esperar alguns instantes antes de tomar qualquer decisão.
Afinal, em apenas um minuto muitas coisas podem acontecer.
Em apenas um minuto podemos criar tempestades ou desenhar um lindo arco-íris.
Podemos ir ao inferno ou chegar aos céus.
Podemos derramar inúmeras lágrimas ou semear sorrisos.
Podemos enterrar ideais ou descobrir novos caminhos.
Em apenas um minuto podemos ir ao chão ou criar asas.
Podemos fazer a alma ficar abalada ou progredirmos espiritualmente.
Podemos destruir sonhos ou espalhar esperanças.
Podemos nos sentir perdidos ou descobrir um novo horizonte.
Em apenas um minuto podemos ser envolvidos pela dor ou contagiados pela alegria.
Podemos derrubar alguém ou estender a mão.
Podemos temer os desafios ou acreditar em nosso potencial.
Podemos perder um grande amor, ou cultivar a fraternidade.
Em apenas um minuto podemos conhecer o desespero ou confiar na sabedoria de DEUS.
Podemos preferir morrer lentamente ou viver intensamente.
Podemos nos achar injustiçados pela vida ou arregaçar as mangas e continuar a caminhada.
Podemos cometer as maiores atrocidades ou realizar grandes gestos de solidariedade.
Em apenas um minuto podemos conhecer a loucura ou a serenidade.
Podemos gritar ou levar a paz.
Podemos ferir ou cicatrizar as feridas.
Podemos criar inimigos ou agirmos como irmãos.
Em apenas um minuto podemos nos arrepender amargamente ou ficarmos intimamente orgulhosos por uma atitude que realizamos.
Podemos empurrar alguém para o abismo ou ajudarmos a encontrar o caminho.
Podemos condenar os atos alheios ou auxiliar sem questionar os atos praticados.
Podemos produzir trevas ou iluminar a escuridão.
Por apenas um minuto as névoas podem contaminar os nossos pensamentos ou podemos acreditar no poder da nossa fé.
Podemos multiplicar as ofensas ou reconhecer o erro.
Podemos perpetuar o ódio ou praticar o perdão.
Podemos permanecer caídos ou decidir recomeçar a caminhada.
Por apenas um minuto podemos ser vencidos pelos nossos fantasmas ou vencer o medo interior.
Podemos nos perder entre vícios e prazeres ou começar a nossa reforma íntima e espiritual.
Podemos prolongar o sofrimento ou modificar atitudes.
Podemos comprometer uma existência ou recuperar uma vida.
Por apenas um minuto podemos escolher morrer ou viver....
Sim, em apenas um minuto muitas são as escolhas.
Nem sempre fáceis, posso dizer por experiência própria.
Mas a vida é um eterno aprendizado.
Não iremos ser aprovados de imediato, mas não devemos jamais desistir.
Se hoje tropeçamos, amanhã, devemos ter consciência do nosso erro e sinceramente investir em nosso progresso espiritual.
DEUS jamais nos condena, mas só subiremos um degrau quando tivermos aprendido a lição que ELE quer nos mostrar.
Às vezes, essa lição vem em forma de sofrimento.
Mas depois de toda a tempestade, o sol retorna.
Por isso, devemos sempre refletir sobre os acontecimentos da vida, sejam alegres ou tristes, porque eles sempre têm algo a nos ensinar.
E devemos sempre exercer a paciência, mesmo quando estivermos atravessando as maiores turbulências, porque DEUS sempre irá nos mostrar o caminho.
Por isso, devemos em apenas um minuto praticar a ORAÇÃO e assim decidir o melhor caminho a seguir.
Porque em apenas um minuto podemos modificar muitas coisas.
Podemos criar algemas a nos prender ou nos libertarmos de grandes angústias.
Nem sempre em apenas um minuto, conseguiremos manter a serenidade, mas praticando diariamente o ORAI e VIGIAI, iremos desenvolver a fé.
E com fé podemos tudo.
E em apenas um minuto seremos capazes de grandes transformações....
Sônia Carvalho adaptado por mim!!!!!
quarta-feira, 15 de abril de 2009

Vencer






Vencer os outros não chega a ser uma grande vitória.
Vitorioso é aquele que consegue vencer a si mesmo,
combatendo seus vícios
e controlando suas paixões.
A vitória sobre nós mesmos
 é muito mais difícil.
Ela requer mais coragem, mais disciplina e mais decisão.
Mas se você não conseguir na primeira vez, tente de novo.
O simples fato de tentar de novo já será sua primeira vitória.
domingo, 12 de abril de 2009

O QUE É DE QUEM

Quando  acidentes,  catástrofes,  crimes  hediondos  ou  mesmo  pequenas  injustiças    acontecem,  sempre  há  quem    pergunte:    -Onde  está  Deus?    -Como  Ele  pode  permitir  isso?    -Por  que  Deus  deixa  que  os  bons  se  tornem  reféns  dos  maus?    -Por  que  o  mal  acaba  sempre  levando  vantagem  sobre  o  bem?      Nessas  horas,  nunca    falta    quem    se  levante  para  questionar  a  justiça  de  Deus.  

Há  também  nessas  circunstâncias  aqueles  que,  querendo  parecer  espirituais,    se  mostram  ferrenhos  defensores  de  Deus,  alegando  que  tudo  o  que  acontece  já  estava  escrito.    Para  esses,  o  motorista  que  dirigia  bêbado,  o  seqüestrador,  o  assassino,  o  ladrão,  o  traficante  de  drogas,    o  governante  corrupto,  todos  no  fim  são    usados  por  Deus  para  cumprir  algum  plano  enigmático.

Assim,  para  o  bem  ou  para  o  mal,  Deus  sempre  é  culpado  de  tudo.  Mas  contraditoriamente,    tanto  para  uns  quanto  para  outros,    quando  falamos    do  céu  e  do  inferno;  quando  falamos  da  responsabilidade  do  homem;  quando  falamos  do  pecado  e    suas  conseqüências;  quando  falamos  da  necessidade  da  conversão,      usam  todos    em  uníssono  o    mesmo  discurso:  -Ora,  Deus  é  bom!    Como  Ele  condenaria  alguém  ao  Inferno?    -Inferno?    O  inferno  é  aqui!  –O  Céu  somente  para  alguns?    Ora,  que  bobagem,  é  lógico  que  todos  merecem  o  Céu!      Sim,  talvez  alguém  se    habilite  a  repartir    um  quartinho  no  Céu  com  Adolf  Hitler.

A    essa  altura,  talvez  você  pergunte:  -Mas  então,  qual  é  a  explicação  que  ele    tem  pra  dar?        Simples:  A  explicação  das  próprias    Escrituras.      O  Salmo  115.16  diz:  “Os  céus  são  os  céus  do  Senhor,  mas  a  terra,  deu-a  ele  aos  filhos  dos  homens”.    Nesta  declaração    está  a  chave  para  a  compreensão  dessas  realidades  todas.

É  o  seguinte:    No  final  do  sexto  dia  da  criação,  depois  de      haver  concluído  quase  toda  a  Sua  obra,  Deus  decidiu  criar  homem,    a  partir  da  seguinte  perspectiva:  “E  Deus  os  abençoou  e  lhes  disse:  Sede  fecundos,  multiplicai-vos,  enchei  a  terra  e  sujeitai-a;  dominai  sobre  os  peixes  do  mar,  sobre  as  aves  dos  céus  e  sobre  todo  animal  que  rasteja  pela  terra”  –  Gênesis  1.26-28.

Pouco  tempo  depois,    aconteceu    a  queda  e  o  pecado  entrou  no  mundo  com  todas  as  suas  inevitáveis  conseqüências:  “Maldita  é  a  terra  por  tua  causa;  em  fadigas  obterás  dela  o  sustento  durante  os  dias  da  tua  vida.    Ela  produzirá  também  cardos  e  abrolhos,  e  tu  comerás  a  era  do  campo.    No  suor  do  rosto  comerás  o  teu  pão,  até  que  tornes  à  terra,  pois  dela  foste  formado;  porque  tu  és  pó  e  ao  pó  tornarás”  –  Gênesis  3.17b-19.

Agora  pense  comigo:    Por  que  há  tanta  injustiça  e  desigualdade  no  mundo?    Simples:  Por  que  um  ser  pecador,      tenta  exercer  ao  seu  modo  a  posse  da  sua  herança  legítima.  Sim,  possuir  e    dominar  a  terra  é  um  direito  legítimo  que  o  homem  adquiriu  antes  mesmo  da  queda.    Deus  não  deixaria  de  honrar  sua  própria  palavra!

Prezado  leitor:    Veja  bem:  Aqui  neste  mundo,  nos  poucos  dias  que  nos  foram  dados,  somos  livres  para  fazer  aquilo  que  bem  entendermos.    O  mundo  é  assim  por  que  o  mundo  é  nosso!  Se  o  malandro  se  der  bem  ou  mal,  isso  dependerá  dos  padrões  de  justiça  que  nós  mesmos  iremos  estabelecer.  Deus  interfere?  Depende  das  partes  envolvidas  e  depende  da  Sua  decisão!        Mas  se  você  perguntar:  -E  quanto  ao  Céu?    Bem,  aí  é  outra  História!    Ao  que  me  consta,  o  Céu  jamais  foi  um  direito  do  homem.    Deus  nunca  se    comprometeu  a  esse  nível!      O  Céu  pertence  a  Deus  e  nos  é  oferecido,  sim,  como  uma  possibilidade  real,  mas  nunca  como  um  direito  natural,  inerente  ao  simples  fato  de  que  somos  humanos.    O  direito  ao  Céu,  terá  que  passar  por  outro  padrão  de  justiça:  A    cruz  de  Cristo.  Por  isso  Ele  diz:  “Eu  sou  o  caminho,  e  a  verdade,  e  a  vida:  ninguém  vem  ao  Pai  senão  por  mim”  –  João  14.6.

JESUS,  A  OPÇÃO  DA  VIDA!
Pr.Armando Paulo Castoldi
Pres.Assembléia Janz Team Brasil
quarta-feira, 8 de abril de 2009

PÁSCOA NO MUNDO TODO

Estamos vivendo mais uma oportunidade de testemunhar o amor de Deus aos homens sem PAZ, sem AMOR e sem FÉ. Também é uma singular ocasião para mostrarmos mais amor a todos ao nosso redor.
Páscoa é a oportunidade de fazer com que nossos irmãos em Cristo sintam maior amor uns pelos outros e sobre tudo é a grande possibilidade de demonstrar que Deus nos ama e que Deus está pronto a fazer tudo por nós. Ele nos deu a maior e mais extraordinária bênção - A SALVAÇÃO ETERNA.
No mundo todo, ou quase, se festeja a Páscoa. Em alguns lugares nem se tem o conhecimento da razão dessa festa. Alguns até festejam-na sabendo da ressurreição de Jesus, mas sem saber que Cristo tinha morrido especialmente por cada um de nós.
Na Europa, de onde escrevo estas linhas, não há tanta ênfase em ovos de chocolate e em coelhos de páscoa, mas também há estas práticas sociais e de festividades modernas. Em Portugal é o fular de Páscoa que tem seu destaque (um pão doce, com ovos cosidos, inteiros, a enfeitar o pão). Na França são tortas, amêndoas e chocolates, noutros países outras tradições, mas no MUNDO TODO o que os cristãos genuínos tem a festejar é que Cristo morreu em nosso lugar, quando ainda éramos pecadores. NO MUNDO TODO, nossa alegria não está no que comemos ou bebemos, mas sim na certeza que Cristo ressuscitou.
Jesus Cristo Nossa Páscoa, morreu em nosso lugar, mas VIVO ESTÁ!

FELIZ PÁSCOA A TODOS!!
Pastor Paulo Roberto Sória


segunda-feira, 6 de abril de 2009

Páscoa Cristã


Mais uma vez estamos celebrando uma Festa Especial Cristã - a Páscoa.

A palavra PÁSCOA significa "passagem" para os cristãos, pois revela uma mudança de situação.

Páscoa é a comemoração da saída do povo de Israel da escravidão do Egito.

Começa no décimo quarto dia, à tarde isto é, no princípio de décimo quinto dia de Abide ou Nisã, ou melhor dizendo, o m ês de Abril, com a refeição sacrificial, quando um cordeiro ou um cabrito inteiro era assado e comido pelos membros duma família com ervas amargas e pães ázimos (sem fermento); nessa oportunidade o chefe da família contava a história da redenção do Egito. Os sacrifícios significavam expiação e dedicação; as ervas amargas faziam lembrar da amargura da servidão egípcia; os pães ázimos simbolizavam a pureza (Lev.2:11).

Para os cristãos a Páscoa simboliza a morte vicária (substitutiva, ou seja, Jesus morreu em nosso lugar para nossa redenção) de Cristo, bem como a promessa de ressurreição.

Comemoração:

Ao celebrarmos a Páscoa, não podemos deixar de mencionar alguns aspectos bíblicos e/ou recomendações bíblicas que estabelecem sua prática.

"Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao Senhor, nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo"-Êxodo 12: 5,8,14 19 e 20. Isto porque a Páscoa não era uma festa comum. Sua comemoração precisava de um preparo. O Cordeiro devia ser sem defeito, preparado, assado com ervas amargas. Era uma ocasião em que se comia para glória do Senhor. Era um ato de obediência. A Páscoa é um momento em que exteriorizamos nossa alegria, o nosso amor pelo Senhor Jesus que nos amou primeiro, se dando por nós.

Observações para Celebração da Páscoa: 

a) Purificação e Santificação - "Porque havia muitos na congregação que não se tinham santificado, pelo que os levitas estavam encarregados de imolar os cordeiros da Páscoa por todo aquele que não estava limpo, para o santificarem ao Senhor"-II Crônicas 30:17 e João 11: 55 - "Estava próxima a Páscoa dos judeus, e muitos daquela região subiram para Jerusalém antes da Páscoa, para se purificarem". Purificação e santificação da vida são ordens divinas e devem ser observadas por todos os cristãos. É preciso estar limpo para essa celebração. A santificação é algo que está quase em desuso em nossos dias no meio cristão, em face estar a igreja de mãos dadas com o mundo, sofrendo influências maléficas. Você acha estranha a nossa colocação? Então observe as práticas que têm sido adaptadas e inseridas atualmente!

Igualmente, a Palavra de Deus é única, mas têm sido conhecidas muitas doutrinas que estão evidenciadas segundo os interesses de cada denominação. Não podemos esquecer dessas recomendações. - "Portanto, santificai-vos e sede santos, pois eu sou o Senhor, vosso Deus"- Levítico 20: 7

b) Exclusão do Fermento - "Nela não comerás pão levedado, sete dias, nela comerás pães asmos.......no primeiro dia, nada ficará até pela manhã"- Deuteronômio.16: 3 e 4. O fermento significava impureza. É Verdade que não estamos mais debaixo da Lei, porém o mais importante é a fé de cada um. Deus fala em qualquer época e não podemos questioná-LO.

c) Ofertando ao Senhor - "Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando entrardes na terra, que vos dou, e segardes a sua messe, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote... É estatuto perpétuo por vossas gerações, em todas as vossas moradas"- Levítico 23: 10, 14. Os israelitas tinham essa prática, trazer uma oferta ao Senhor pela Páscoa. Geralmente naquela época traziam produtos da terra. A oferta voluntária precisava ser praticada; oferta material, e oferta viva (sua própria vida) entregando-se como instrumento nas mãos do Senhor.

Paira ainda no ar uma pergunta: Para nossos dias qual seria o verdadeiro sentido da Páscoa?

A Páscoa tem o sentido de libertação; e o sentido de ressurreição.

Quando celebramos a Páscoa lembramos de várias situações marcantes para o cristianismo: Libertação do povo hebreu do cativeiro; morte e ressurreição de Jesus Cristo, ocorrida há mais de 2.000 anos.
A Páscoa está vinculada em sua origem ao Pessach judeu. É no ambiente de Pessach é que tiveram lugar os acontecimentos salvadores. Os judeus e cristãos ao evocar juntos um fato do passado que faz parte das respectivas tradições: a libertação de Israel da escravidão do Egito pela mão poderosa do Eterno e Poderoso Deus, fazemos também nossa essa libertação e, ao mesmo tempo, expressamos que é tarefa urgente alcançarmos a verdadeira liberdade de outras escravidões, também profundas, que afetam homens e mulheres em nossos dias: o sexismo, a homofobia, a xenofobia, o racismo, a violência, o desrespeito e outras práticas e medos que nos afligem.

Páscoa é liberdade. É uma festa de esperança, confirmação de fé em Deus, na justiça, fé na paz entre as pessoas e na ação de Deus no decorrer da história. Jesus disse que Ele mesmo é a ressurreição e a vida (João 11:25). A ressurreição hoje é também a possibilidade das classes mais pobres sairem de seu flagelo social e ter uma condição digna de sobrevivência e terem as distribuições de recursos de formas mais justas. Mediante esses novo contexto, o homem terá condição de encarar e entender a Páscoa como libertação e ressurreição como início de uma nova caminhada em direção a uma vida santa e segundo o coração de Deus.
   
 Mensagem Enviada pela Acadêmica Maria Loussa - Brasil
sábado, 4 de abril de 2009

Jovens no Senhor

2Rs 22:1-2 “Tinha Josias oito anos de idade quando começou a reinar e reinou trinta e um anos em Jerusalém, e era o nome de sua mãe, Jedida, filha de Adaías, de Bozcate. E fez o que era reto aos olhos do Senhor, e andou em todo o caminho de Davi, seu pai, e não se apartou dele nem para a direita nem para a esquerda.”
Neste capítulo da Palavra de Deus, é contado a história de Josias, o último rei que serviu e foi justo, seguindo os ensinamentos do Senhor, de todo coração. Ele assumiu o seu reinado, em Judá, aos oito anos de idade e permaneceu fiél ao Senhor.
A partir de 2Rs 22:3, Josias estava com dezesseis anos e passou a buscar ao Senhor. Em tenra idade, na adolecência, ele deixou de lado tudo aquilo que o mundo lhe oferecia como jovem, e permanceu fiél ao Senhor, ou seja, preferiu se afastar do pecado e do mundo, para estar na presença do Senhor.
A vida de Josias que é contada em 2Rs 22 e 23 e em 2Cr 34 e 35, nos mostra claramente que é possível um jovem permanecer fiél a Deus, se afastando e negando tudo o que mundo lhe oferece, mas que o afasta do Senhor. Tudo que o mundo oferece aos jovens é muito agradável, tráz alegrias, mas, porém essas alegrias são falsas e passageiras, não duram por muito tempo. Bebidas, drogas, boates, sexo, liberdade para se fazer o que se quer, tudo isso e muito mais, o mundo oferece. Mas infelizmente os jovens cada dia mais não estão interessados se suas vidas estão correndo perigo com toda essa liberdade. Muitos jovens morrem a cada ano, vítimas de overdoses, acidentes automobilísticos provocados por embriagados. E mesmo vendo tudo isso acontecer, continuam nas mesmas práticas, como se nada estivesse acontecendo.
Todas essas práticas aborrecem e entristecem o coração de Deus. Tudo isso afasta os jovens do Senhor, que os ama e quer vê-los livres, para que possam adorá-lo e herdar também o Seu reino.
Jovens, vocês podem ganhar o mundo, mas para isso podem perder a vida, a vida eterna ao lado do Pai Celeste, esse é um preço muito caro. Antes paguem o preço para andar ao lado do Pai, que quer e tem o melhor para você. Siga as Suas instruções e ensinamentos (Tt 2:6-10). Não permita que o mundo te iluda com promessas enganosas e falsas, mas antes consulte o Senhor, e tenha certeza de andar no caminho certo (1Jo 2:13-17).
Não seja mais um jovem no mundo, prefira ser um jovem a mais no Senhor.
Deus seja contigo sempre
Adriana Lyra
quinta-feira, 2 de abril de 2009

Intercessão

A intercessão é um tipo diferente de oração, feita ao pai, em q o nosso objetivo é interceder por outras pessoas, agindo como um intermediário, diante de Deus. A principal atuação do intercessor é remover o direito legal do inimigo sobre a pessoa por quem está orando. É necessário q o intercessor tenha uma vida limpa e esteja sem brechas; e deve orar com fé e açoes de graça. Lembre-se a fé é a certeza daquilo q esperamos e a prova das coisas q não vemos (HB 11:1). A fé é um ato de decisão do nosso livre Arbítrio, não segundo nossos sentimentos, opiniões ou circunstâncias. É a decisão de agir de acordo com a palavra de Deus. A fé vem por obedecer a voz de Deus, ouvindo-a através das escrituras, e cresce pelo seu exercício constantemente em nossa vida. Talves hj o objetivo de sua vida seja ter poder de Deus atuando em tua vida, tomo a liberdade para sugerir-lhe q mude de objetivo, q de agora em diante seja seu objetivo sua santificação.

"Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor" (HB 12:14)



Recent Visitors

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...