Copyright © Um Tesouro no Céu
Design by Dzignine
quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Psiu... eu tenho um RECADINHO pra você












































Se houvesse 2 prateleiras diante de você, uma à esquerda e outra à direita, você saberia separar ali o que foi - ou não - importante na semana que passou?

Quanta coisa a gente ouviu, e quanta gente falou e falou... tudo ao mesmo tempo junto.

Você conseguiu (ou quis) ouvir aquilo tudo?

As mensagens na web, o MP3 alto, os noticiários 24h, a super-oferta da TV LCD e o celular que não pára.

O hábito dos ruídos, e a imensa profusão de apelos visuais, auditivos e sensoriais nos atinge em todos os lugares, e arrisco aqui a dizer que, em certa medida,
atrapalham nossa qualidade de vida.

Talvez por isso nosso 'eu' - de tempos em tempos - nos peça:

- Psiu... silêncio, por favor.

E nessa hora é bom procurar ali, num recôndido da alma, a presença absoluta do Pai.

Ele é um manancial inesgotável de tranquilidade, com águas puras e límpidas, que trazem bênção e afastam a ansiedade.

Tenha hoje a disposição de parar um pouquinho para desfrutar da companhia do Eterno. Exerça sua fé - ainda que pequena - para receber paz e respostas para tudo o que precisar.

E aí vai o recadinho: esteja certo que um momento a sós, conversando com Deus, vale mais do que toda informação que o mundo comum possa lhe trazer.

"Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis" Marcos 11:24

Hoje leia: Lc 9:37-45; Mc 9:13-(23)-32; Sl 19:1

Trecho extraído do livro "Uma Janela Para O Eterno", de autoria de Pastor Elcio Lourenço. Pastor desde 1968.





 















Ferida NOVAMENTE (quanta mágoa...)



O ditado popular diz que os gatos “escaldados” – depois de terem sido vítimas de pessoas maldosas – têm medo de água fria. Mas eu aqui me sinto à vontade para alargar o conceito: depois da dor, eles têm medo de qualquer água, seja ela fria ou morninha, seja ela um respingo de torneira ou o chuvisco lá fora.

Em palavras simples, isso significa que as experiências negativas têm o poder de marcar a nossa existência,  de tal forma que passamos a nos proteger mesmo de SITUAÇÕES HIPOTÉTICAS.

Imagine a criança criada numa família pouco amorosa,  onde todas as suas atitudes foram sempre objeto de críticas.  E a moça que – solitária - sujeitou-se a punições indevidas e de  natureza agressiva.

O que dizer da esposa cujo lar não foi um ninho de amor, mas sim um local de constante temor? E aquele relacionamento que se destruiu por uma grave traição?

Poderíamos ainda lembrar o jovem com dura experiência de trabalho, permeada por completa humilhação, que se tornou incapaz de ter sucesso em outro local.

Evidentemente  os exemplos são infindáveis, e seria pretender demais que essas mazelas - tão comuns e bem escondidas - fossem eliminadas do nosso dia-a-dia.

A solução para VOCÊ - que possivelmente sabe bem do que estou falando, pois já experimentou situações parecidas -  seria apagar de sua mente esses momentos tristes, substituindo-os por um sopro de esperança.

Eu (ou alguém de sua confiança) não poderia estar no seu local de trabalho, na sua casa ou mesmo modificar seu passado familiar ou sentimental.
Mas há uma boa notícia.

DEUS é o grande mentor da recuperação do homem. E por isso Ele diz que devemos esquecer as coisas passadas, e olhar para um futuro com otimismo, pois esse futuro existe.

 Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.  Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. Isaías 43:18-19


Texto de autoria de Pastor Elcio Lourenço.

 Sobre o Autor
www.pastorelcio.com
Matemático e Engenheiro Civil formado pela UnB - Universidade de Brasília, com Mestrado em Engenharia de Transportes pela Universidade de Birmingham/Inglaterra, tempo em que morou com sua família naquele país.
Pastor desde 1968.
Paulista, atualmente mora em Brasília-DF. Autor de diversos livros e participante - como colunista - em diversos sites, possui ainda site próprio onde publica mensagens e estudos.


terça-feira, 13 de outubro de 2009

Lágrimas,Tristeza, Rancor






Segundo alguns analistas, cerca de 2/3 dos usuários da Internet desenvolvem relacionamentos interpessoais na via virtual.
De fato, a Web estabeleceu uma nova dimensão de “convivência”, de modo que nossas opiniões, mensagens – e até sentimentos – correm o planeta, influenciando pessoas e estreitando laços antes impossíveis.
É inegável, porém, a Internet fez nascer um mundo de fantasias... A foto no site sugere uma pessoa “ideal” - atlética e bela – bem diferente do modelo original.


Outras vezes, é a indicação comportamental que não “bate”, numa descrição de qualidades primorosas: “Sou alto, olhos verdes, alegre, despojado, em paz comigo mesmo. Não sou ciumento etc e tal.”


Sem entrar na seara das avaliações psicológicas, temos de admitir que, às vezes, todo mundo parece "perfeito demais".


Ora, celebridades e estrelas posam para revistas e – convenhamos – nas fotos as medidas “extras” são reduzidas, as rugas “somem”. Manchas na pele? Pés-de-galinha? Nem pensar...


Mesmos os filmes - como os “300 de Esparta”, que aliás gostei muito - mostram guerreiros dignos de ganhar o prêmio Mister Olímpia, trazendo ainda reis gigantes de três metros de altura. Bastante interessante a diversão.


Até aí não há o que reclamar, pois a beleza e o glamour enfeitam a vida. Mas e se constatamos que existe um procedimento semelhante na VIDA REAL?


Exatamente. Pessoas amarguradas, cheias de ódio e envoltas no pessimismo e na derrota. Com lares em frangalhos, nenhum prazer em sua carreira profissional e sem expectativas no campo financeiro, PORÉM bancando os MAIORAIS, e querendo envolver os outros em sua “restrita” - e mesmo medíocre - realidade.


E então elas fingem o tempo todo... Simulam sorrisos, emoções, superioridade.E fica comum ouvir coisas do tipo: “minha vida é ótima, sou seguro, sou equilibrado...” É vantagem atrás de vantagem, o todo dia - no trabalho, no curso, na família.

Só que a gente percebe a disparidade. Muito photoshop para “maquiar” a alma.


Isso não parece aceitável, e não nos leva a lugar nenhum, além de ferir um princípio de realidade da alma e do espírito, que ninguém melhor que Deus nos ensina:


Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
Ai dos que são sábios a seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos!Isaias 5:20-21).


O pior de tudo é que tais “mímicos da realidade” estão procurando ENGANAR, antes de tudo, A SI PRÓPRIOS e, em lugar de fazer face aos problemas e derrotas, superando-os, essas pessoas se mantêm presos a eles, pois, afinal de contas, são parte do seu show, e isso nos leva para mais uma orientação espiritual importante:


O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.
O que anda sinceramente salvar-se-á, mas o perverso em seus caminhos cairá logo. (Provérbios 28:13 a 18).


A ATITUDE de reconhecer os pontos fracos, a ABERTURA para a busca de soluções, a SINCERIDADE diante de Deus e das pessoas nos levam em direção à vitória e à paz, pois Deus se agrada dos HUMILDES:


Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes...
....Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. ...
Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza.
Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. (Tg 4: 6-10).


Texto de autoria do Pastor Elcio Lourenço. Pastor desde 1968.


www.pastorelcio.com



 

SIM, É PRECISO SABER VIVER











O valor da vida está no quanto você ama e se importa em viver.
Neste período de férias eu pude aprender sobre o valor da vida. Quando estamos trabalhando a correria não nos deixa ver muitas coisas importantes. Um exemplo pessoal: minha mãe teve um enfarto recentemente, ela tem uma força muito grande, já passou por dois derrames e agora este enfarto sem sequelas, e teve que se submeter a uma angeoplastia, ai pude perceber algo triste nesta história. Até onde valorizamos realmente o estar vivos.

Que ela é forte ninguém duvida, mas é super reclamona. Está reclamando de não poder fazer nada em casa, de não dar conta ainda de lavar suas coisas. Não aquenta sair de carro, nem caminhadas longas, e reclama, reclama e reclama. Se dermos algum conselho irá reclamar que você não sabe o que está sentindo. Está com uma dor, mas não se movimenta para solução. Já chegou dizer que feliz é quem morre no ato do enfarto. A vida não pode ser vista como especial apenas quando tudo vai bem. A solução vai chegar se você procurar, não tem como ficar esperando a solução chegar. Devemos valorizar a vida até nos momentos de infinita falta de solução.

Pus-me então a pensar sobre isso. - O valor da vida. Quando Roberto Carlos cantou é preciso saber viver, realmente é preciso. Não é porque a ganhamos que a sabemos viver. Muitas das vezes não damos conta de enxergar o que estamos ganhando com certas situações e o que estamos perdendo quando deixamos nossa mente achar que reclamando estou liberando o que me incomoda.

Ao invés de reclamar deveríamos estar celebrando o fato de estarmos vivos, o fato de podermos levantar mais um dia e agradecer por isso. Quando vejo pessoas sãs reclamando me dá uma tristeza enorme, pois há tantos com deficiências graves que só ficam sorrindo, pois sabem das suas limitações e sabem alguns que sua vida é muito mais um fio de linha que de outros, então querem curtir cada momento, pois são únicos. É quem é aparentemente normal não vê cada momento como único.

Não podemos entender a vida como uma falta de escolha, eu devo passar apenas, pois eu não pedi para nascer, mas enxergá-la como uma enorme possibilidade de ser feliz. Afinal, onde mais você será feliz em vida? Se o chão sujou, limpe quando der, não fique reclamando de quem sujou, agradeça por quem te visitou, celebre o momento e esqueça destes detalhes, cada ato nos eu tempo. Se comerem tudo que você fez, amém. Que bom que sua visita tem este prazer. Quantos desejariam comer e poderem ter para oferecer a alguém, outros não podem nem comer por limitações de saúde.

Reclamar porque em alguns momentos não estar em seus plenos movimentos, por um exame ter dado algo alterado, você não sabe o que é ter um câncer, você não sabe o que é vegetar em uma cama de hospital. Vegetar, digo imóvel mesmo, sem cura. Não, nós não sabemos o que é isso, pois, mesmo em alguns momentos de luta podemos viver e celebrar a vida. Mas que fazemos? Preferimos reclamar e somente reclamar de tudo e por tudo.

Jesus nos ensina a viver de forma mais alegre, menos reclamões. Eu prefiro achar meus desastres divertidos a chorar por cair muito, atropelar tudo, ser desastrada, faço disso meu meio de ser divertida, afinal mudar, já tentei, mas não deu certo, ficou foi pior. Assim quando não enxergo bem, coloco óculos, se caio a toa ando só de tênis. Se as vistas não cooperam não dirijo. Vivo a vida da melhor forma possível. Dificilmente choro, pois prefiro sorrir. Choro sim por aquilo que é realmente importante chorar, nada de ficar choramingando por tudo. Já passei desta fase, quando descobri que os anos não esperam minhas reclamações acabarem para passar. O tempo não liga para isso, ele passa mesmo, cabe a nós entender isso e aproveitar a vida ao máximo. Nada de coisas ou situações para burlar o que há de vir, é encarar da melhor forma e com o melhor de mim.

Deixo um versículo muito delicioso para ler quando achar que a vida está sem graça, mas não reclame, louve a Deus até pelos momentos de tristeza e dificuldade, aprendemos muito mais neles. Ai vai... “Cantem hinos ao Deus Eterno, todos os moradores da terra! Adorem o Eterno com alegria e venham cantando até a sua presença. Lembrem que o Eterno é Deus. Ele nos fez, e nós somos dele; somos o seu povo, o seu rebanho. Pois o Eterno é bom; o seu amor dura para sempre, e a sua fidelidade não tem fim.” (Salmos 100: 1-3 e 5)

Até a próxima...

Autor: Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá
site: http://www.artigonal.com




terça-feira, 6 de outubro de 2009

Hoje estou triste…

1617484


Não estou bem, já tentei culpar o dia, o trabalho, as pessoas, o frio, a vida, ou seja, tentei no exterior encontrar respostas pelo meu não estar bem e sabem por que, porque é mais fácil, não preciso pensar muito, pego o primeiro culpado e pronto, mas isso não resolve, o meu não estar bem é bem mais complexo do que se pode imaginar, pois não está no mensurável, está sim no subconsciente ou inconsciente do meu eu interno, ou seja, o culpado pelo meu não estar bem, sou eu mesmo, sim, com minha forma de ver o mundo, com minha forma de tratar as pessoas, minha atitude frente aos revezes da vida, minha falta de ambição, o meu tão pouco querer da vida tendo tanto dela, sou humano demais para entender que sou humano e que posso errar e pedir desculpas, pedir perdão, sou humano demais para perceber que uma discussão quando termina, termina, não preciso levar comigo a sensação de tristeza que esta deixou, sou humano demais ou desumano demais comigo mesmo.
As pessoas que  são de meu convívio não podem sofrer pelo meu não estar bem, por isso tenho que levantar a cabeça, olhar para dentro de mim e tentar ser melhor, ser mais compreensivo, falar menos e ouvir mais, o dia nasce e sempre vem ensinando o novo, o atual, o bonito, o agradável, o alegre, o dia não nasce para que eu com minha falta de olhar amoroso declare a ele a sua grandeza e a sua beleza, o dia não merece a minha tristeza, o dia não merece a minha fraqueza, o dia não merece ser visto com olhos de tristeza porque ele não tem culpa se eu na minha fraqueza estou triste.
Francisco Carlos de Almeida - http://www.luso-poemas.net/

“Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos.A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade.A alegria do homem torna mais longa a sua vida.Tem compaixão de tua alma, torna-te agradável a Deus, e sê firme; concentra teu coração na santidade, e afasta a tristeza para longe de ti, pois a tristeza matou a muitos, e não há nela utilidade alguma.A inveja e a ira abreviam os dias, e a inquietação acarreta a velhice antes do tempo.Um coração bondoso e nobre banqueteia-se continuamente, pois seus banquetes são preparados com solicitude.”.

(Eclesiástico 30, 22-27)



Ss5BzguYT8

Recent Visitors

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...