Copyright © Um Tesouro no Céu
Design by Dzignine
segunda-feira, 31 de agosto de 2009

É hora de quebrar o Silêncio



Estima-se que, só no Brasil, 18 mil crianças são vítimas de espancamento e uma a cada minuto de algum tipo de violência: emocional, física, sexual etc. Segundo um conceituado jornal os principais suspeitos são os familiares.

Em entrevista, uma delegada afirmou que os pais são os maiores agressores. E o pior: a maioria das vítimas são meninas entre 06 e 08 anos. As agreções vão desde espancamentos a abusos sexuais.

De acordo com Sônia Rigoli Santos, diretora do Ministério da Mulher em Curitiba, os abusos acontecem no ambiente doméstico, pelo menos a maioria deles. Os agressores geralmente são pessoas consideradas de confiança pela família: o pai, irmão mais velho, um vizinho, um professor, a mãe, um amigo da família e outras pessoas que, possivelmente, não se suspeite.

Como foi dito acima, as maiores vítimas são meninas, isso não quer dizer que os meninos não sofrem abusos, pelo contrário, ninguém está livre da ameaça. Todos, de todas as idades!

Os especialistas dividem o abuso em quatro grupos: físico, emocional, de negligência e o mais cruel de todos; o sexual.

A que ponto o ser humano chegou!

Precisamos ficar em constante alerta. As crianças são o futuro.

A criança agredida possivelmente enfrentará problemas de relacionamentos, de aprendizagem, apresentará problemas de comportamento; podendo vir a ser o agressor amanhã.

Que futuro está sendo oferecido aos pequeninos? Que presente lhes estão proporcionando?

Se você gastou cinco minutos para ler este post cinco crianças foram agredidas, violentadas de alguma forma: sexualmente, negligenciada, espancada fisica e/ou emocionalmente. Dados da ABRAPIA (Assossiação Brasileira à Infância e à Adolescência) e do Lacri (Laboratório de Estudos da Criança) indicam que anualmente, no País, cerca de 600 mil crianças são vítimas de diferentes formas de violência.

Infelizmente, os números são bem mais alarmantes, pois grande parte dos casos não chegam ao conhecimento das autoridades, ou seja, não são denunciados e os agressores continuam sem punição.

Hoje é dia de FAZER DIFERENÇA na vida de uma criança. É preciso quebrar o silêncio: gritar, amar, respeitar, proteger. Porque só amor, respeito e proteção poderão mudar este terrível quadro.

FAÇA DIFERENÇA quebre o silêncio!

Iniciativa e mais detalhes no Blog INSPIRAÇÕES MATINAIS

No link abaixo consta o telefone dos conselhos tutelares de todos os estados, onde é possível denunciar abusos:


http://portaladventista.org/quebrandoosilencio/index.php?option=com_content&task=view&id=1&Itemid=3



Lista de blogs que estão participando da Campanha:



Sem Tanto Foco / Propagação Social --> Autor: José Sidney Pereira

Cristo e Família --> Autor: Pr. Altemar Rocha


Portal Militar --> Autor: Eliel Santos

Maturidade --> Autora: Maria Souza

Mixto Quente --> Autor: João B. da Cunha

Um Pouco de Tudo --> Autor: Felipe

Jesus, Minha Esperança --> Autora: Profa Ismaelita

Filosofia de Gaveta --> Autora: Josiane Szargiki

Cine Planeta --> Autor: Paulo Araújo

Aconchego de Idéias --> Autora: Rosi Nunes

Ana Lúcia Nicolau

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Dá pra CONSERTAR (nós e nosso ponto de ruptura)



Vamos falar de superação...


Como anda a sua vida? Está satisfeito com ela ou anda a ponto de “desabar”, tal qual um prédio no limite da sua estrutura, com sérios riscos de vir abaixo?

Se a resposta for: “tô mal”, surge a pergunta: dá para consertar? Dá pra RESTAURAR a minha ESTRUTURA? Tem jeito pra mim?

Em engenharia civil - minha formação profissional -, sabemos que o concreto armado, muito utilizado atualmente, deve sua estabilidade à combinação de dois materiais: a argamassa – o famoso concreto, de areia, pedras e cimento - e a ferragem de aço.

O concreto resiste à PRESSÃO exercida pelo peso da edificação, e o aço suporta a TRAÇÃO, geralmente provocada pelos movimentos do prédio, muitas vezes imperceptíveis, mas que acontecem constantemente.

Esta é uma questão técnica - cheia de detalhes - que não interessa ao morador de um prédio. O que vale para ele é estar bem instalado em sua casa, de modo seguro.

Mas é interessante notar que os seres humanos se comportam de forma um tanto semelhante a este METAL das edificações, ou seja, possuem UM PONTO DE RUPTURA diante das adversidades da vida.

O tal PONTO de RUPTURA pode acontecer diante de uma provocação, gerando uma REAÇÃO VIOLENTA – e aí reconhecemos o famoso “estopim curto”. A “ruptura do metal” pode também acontecer com a PROSTRAÇÃO e o DESÂNIMO, diante de um desafio mais intenso. E há casos extremos, onde a pessoa não suporta mais viver.

Tanto a raiva como o abatimento não são convenientes e prejudicam nossas realizações, relacionamentos e alegria de viver.

A Palavra de Deus nos dá uma “dica” sobre a razão pela qual tais pontos de ruptura se apresentam tão freqüentemente:

Se te mostras fraco no dia da angústia, quão pequena é a tua força!” (Pv 24:10).

Em outras palavras, nós temos nos deixado abater pelos desafios da vida por estarmos montando nossa estrutura interior com MATERIAIS FRÁGEIS, como por exemplo: armar uma laje com alumínio e não com aço carbono.

Mas, perguntará você, como melhorar minha estrutura se é isso que tenho à disposição?

A resposta não é difícil, nem está distante: basta substituir seus materiais - que são realmente limitados - por aqueles de Deus, que suportam a tudo e jamais se rompem:

Assim diz o Senhor: Maldito (ou fraco é) o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e cujo coração se aparta do Senhor!...
...Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor (Um material inquebrável).
Ele será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro. Não receia quando vem o calor; suas folhas são sempre verdes. No ano de sequidão não se perturba, nem deixa de dar fruto (Não se rompe diante da adversidade).(Jeremias 17:5-8).

Peça ao Eterno, hoje mesmo, que mude sua estrutura, e viva uma vida de amor e alegria, com FORÇA para suportar problemas e dificuldades. Em Deus, é possível ter paz.

Texto de autoria de Pastor Elcio Lourenço. Pastor desde 1968.

www.pastorelcio.com



:inlove:
sexta-feira, 21 de agosto de 2009

ABORTO: a dor da alma de uma mãe




Ontem resolvi ligar para minha amiga e saber como estava o bebe, e qual não foi à surpresa, o bebe estava morto havia 03 dias.


Essa dor eu a conheço por parte, tive hemorragia na gravidez e risco de perda do bebe durante todo período gestacional. Então a sua dor eu conhecia, mas em parte. Lembrei-me então de uma canção muito cantada uns anos atrás na voz de Fernanda Brun que diz:


dá-me filhos, dá-me filhos se não morro.


O que é morrer se não tiver filhos? Para muitas esta dor pode não significar nada, pois elas estão brigando pelo direito de tirar a vida de um filho. Quando deveriam evitar que ele viesse ao mundo de outra forma.

A dor da perda ela não é só fisica por ser introduzido um parto normal, mas a dor está ligada a alma. Em ver o bebe, sentir sua pele, tocar seu rosto e não levá-lo para casa. Ouvir outros bebes chorando e o seu em um silêncio absoluto. Isso é dor da alma, dói onde você não consegue identificar, nunca sairá da sua memória aquele rostinho tão frágil que a morte levou. Tanto sofrimento poderia vir ao nascer uma criança com esta qualidade de saúde, mas é seu filho, é meu filho. É um pedaço de mim que se foi. Deixou-me sem pedir licença. Apenas se silenciou e partiu ao encontro de Deus.

Fala-se muito em direito ao falar de aborto, direito de quem? Da mãe que não se cuidou para não engravidar, que não quer assumir sua responsabilidade e a repassa para poderes públicos? Direito de ter direito naquilo que não é direito?

Há! Quanta dor e sofrimento tenho visto estes dois últimos dias, uma mãe chorando, um pai desesperado. Uma família inteira sem saber o que fazer sem palavras os amigos nem se fala, falar o quê neste momento.

Tem dois homens bíblicos que define bem essa palavra, um deles foi o Salmista que disse assim:


Tu criaste cada parte do meu corpo; tu me formaste na barriga da minha mãe”. Sl 139.13.


Ou seja, Deus nos conhece desde o ventre, ainda sem forma. Então a vida não nos pertence. Não é nossa, engraçado, falando nisso, porque as mães que estão ai brigando pelo aborto não se matam. Não seria mais fácil deixa o bebe viver, e depois se matar. Essa briga é boa.

Tem outro lado, quem você está matando, um grande homem da história, ou apenas um cidadão comum. Não importa, Jeremias foi chamado ao ministério profético antes de nascer, ainda no ventre materno. Veja:


” Antes do seu nascimento, quando você ainda estava na barriga da sua mãe, eu o escolhi e separei para que você fosse um profeta para as nações." Jr 1.5;


"Porém Deus, na sua graça, me escolheu antes mesmo de eu nascer e me chamou para servi-lo." Gl 1.15


Você mulher, que hoje está ai somente pensando em como fazer um aborto ”legal”, em como se livrará deste que está tirando o seu sono, pense ao contrário, em como seu filho está lutando contra este desejo seu, ele deseja somente o seu calor para dormir, um colo para poder chorar e amamentar. Uma mãe para amá-lo e ensinar a viver.


Voltando a minha amiga (Angélica), a sua dor não podemos retirar nem amenizar, pois é só dela, mas tem algo diferente nesta história, ela está livre de culpas por essa alma. Poderá o encontrar no céu de braços abertos e dizer filho meu. Se encontrará com Cristo sem esse sangue nas mãos.


A dor de sua alma só Cristo Jesus poderá amenizá-la, e eu só posso dizer a ela, que continue sonhando, continue tentando, e Deus a recompensará.

Pra você mãe que hoje fica ai só pensando mal, uma palavra simples, não tenha esse sangue sobre tuas mãos. Aprenda a amar, veja seu filho como presente e não como sacrifício. Amanhã quando ele nascer aquele rostinho quente vai olhar, e cada olhar lhe dirá obrigada. Eu queria nascer.

E a você mãe que perdeu seu filho de em aborto espontâneo, não deixe essa dor te calar e te desanimar, lute sempre por seu filho, ele virá e não tardará.

Obrigado mãe por em deixar a viver. Pois a minha vida esteve em suas mãos por 9 meses e você a preservou com amor e carinho.




Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá

Teóloga, membro da igreja Batista Getsêmani em BH

domingo, 9 de agosto de 2009

A BELEZA DA MATEMÁTICA















1 x 8 + 1 = 9

12 x 8 + 2 = 98

123 x 8 + 3 = 987

1234 x 8 + 4 = 9876

12345 x 8 + 5 = 98765

123456 x 8 + 6 = 987654

1234567 x 8 + 7 = 9876543

12345678 x 8 + 8 = 98765432

123456789 x 8 + 9 = 987654321

1 x 9 + 2 = 11

12 x 9 + 3 = 111

123 x 9 + 4 = 1111

1234 x 9 + 5 = 11111

12345 x 9 + 6 = 111111

123456 x 9 + 7 = 1111111

1234567 x 9 + 8 = 11111111

12345678 x 9 + 9 = 111111111

123456789 x 9 +10= 1111111111

9 x 9 + 7 = 88

98 x 9 + 6 = 888

987 x 9 + 5 = 8888

9876 x 9 + 4 = 88888

98765 x 9 + 3 = 888888

987654 x 9 + 2 = 8888888

9876543 x 9 + 1 = 88888888

98765432 x 9 + 0 = 888888888

Brilhante, não?

E veja esta simetria:

1 x 1 = 1

11 x 11 = 121

111 x 111 = 12321

1111 x 1111 = 1234321

11111 x 11111 = 123454321

111111 x 111111 = 12345654321

1111111 x 1111111 = 1234567654321

11111111 x 11111111 = 123456787654321

111111111 x 111111111 = 12345678987654321

Agora, veja isto....

101%

De um ponto de vista estritamente matemático:

O que é igual a 100%?

O que significa dar MAIS que 100%?

Já pensou sobre aquelas pessoas que dizem
estar dando mais do que 100%?

Todos já estivemos em situações em que alguém quer
que você DÊ MAIS DO QUE 100%.

O que acha de ALCANÇAR 101%?

O que se iguala a 100% na vida?

Aqui está uma pequena fórmula matemática que
pode ajudar a responder a essas perguntas:

se

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

For representado como:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26.

se

*H-A-R-D-W-O-R-K (trabalho duro)

*8+1+18+4+23+15+18+11 = 98%

e

*K-N-O-W-L-E-D-G-E (conhecimento)

*11+14+15+23+12+5+4+7+ 5 = 96%

mas

*A-T-T-I-T-U-D-E (atitude)

*1+20+20+9+20+21+4+5 = 100%

ENTÃO, veja aonde o amor de Deus o levará:

*L-O-V-E-O-F-G-O-D (amor de Deus)

*12+15+22+5+15+6+7+15+4 = 101%

Portanto, pode-se concluir com certeza matemática que:

Enquanto Trabalho Duro e Conhecimento o levarão perto de 100%

e Atitude o levará até 100%,

é o Amor de Deus que o colocará no topo! 101%




quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O Que O Amor Faria Neste Caso?


























Talvez você ainda não tenha ouvido falar sobre isso, mas a grande verdade da vida é que “tudo se resume ao amor.”

Nada na vida é mais importante, ou mais determinante, do que um ato de amor, voltado para si próprio ou para as pessoas com quem você se relaciona.

Diz a Bíblia: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” (Marcos 12-31)

Pode ser que você não compreenda ainda o significado real desse mandamento. Nem faça ideia do quanto isso pode afetar a sua vida...

Mas vou lhe propor alguns exercícios que lhe mostrarão a importância de usar o amor como o mediador de todas as questões em sua vida – das mais simples às mais complexas. Isso vai lhe dar uma nova perspectiva de vida e vai trazer-lhe muito mais felicidade do que você já teve ou sonhou.

O princípio aqui é bastante simples: sempre que você estiver frente a uma situação que o coloque em dúvida, ou vacilação, pare por um momento e pergunte a si mesmo: “O que o amor faria neste caso?”

Vamos treinar um pouco?

Antes de dar uma bronca em seu filho, mesmo que você tenha razão para fazê-lo, pare e pergunte a si mesmo: “O que o amor faria neste caso?” Ao responder a essa pergunta, você lembrará que ama o seu filho e que sua bronca precisa ser de modo a ajudá-lo a aprender a partir daquela situação. Então, a sua repreensão não conterá mágoas e nem sentimentos inadequados àquele acontecimento. Seu filho sentirá o seu amor, mesmo enquanto você o repreende, e aprenderá de modo tranquilo com as suas palavras.

Antes de reclamar da comida que sua esposa preparou, pergunte a si mesmo: “O que o amor faria neste caso?” Então você lembrará que ela preparou o seu jantar com carinho e dedicação e, se ele não saiu como você gostaria, isso não significa que ela o está atacando, ou que não o ama. Você entenderá que isso é algo que apenas aconteceu, e que não é algo contra você, mas sim apenas uma casualidade. Você será capaz de agradecer, com sinceridade, pelo esforço dela em preparar o seu jantar. E isso vai dar a ela condições de se aprimorar como esposa, assim como à você dará a chance de se aprimorar como marido.

Antes de você esbravejar com a atendente da lanchonete que errou no seu pedido, pergunte a si mesmo: “O que o amor faria neste caso?” Imediatamente você compreenderá que ela não o está agredindo, mas que provavelmente deve estar cansada, com algum problema que a preocupa e que a fez distrair-se. Ao responder a essa pergunta, você será paciente e pedirá a ela, com um sorriso gentil no rosto, que corrija o erro. E ela entenderá que, apesar de ter errado, existem pessoas que são capazes de perdoar e de serem gentis.

Então vamos lá: pense em outras situações em que você pode usar a pergunta “O que o amor faria neste caso?”:

Quando alguém lhe dá uma fechada no trânsito e você sente vontade de explodir com ele;

Quando seu chefe lhe dá uma bronca por um erro que você não cometeu;

Quando você cobra de si mesmo algo importante que deixou de fazer;

Quando um amigo faz algo que o prejudica e você tem vontade de revidar;

Quando você chega cansado em casa, depois de um dia duro de trabalho, e seu filho lhe pede para brincar com ele;

Quando sua esposa reclama com você pelo dia duro que ela teve em casa com as crianças, mas você está preocupado apenas com os seus problemas no escritório;

Quando seus filhos pedem para você levá-los ao zoológico no domingo, mas a sua vontade é de jogar futebol com os amigos...

Deu para perceber como a pergunta “O que o amor faria neste caso?” pode fazer toda a diferença do mundo?

Então, de novo: tudo se resume ao amor. Quando você trata a tudo e a todos, inclusive a si mesmo, com amor, a vida adquire uma nova perspectiva. Quando você declara a si mesmo o seu amor pelo mundo, por si mesmo e pelas pessoas, nada fica suficientemente ruim para atormentá-lo ou para fazer com que você se sinta mal ou aja de maneira egoísta.

Experimente. Faça algumas experiências dessas no seu dia de hoje. Garanto que você chegará ao final do seu dia sentindo-se muito mais feliz.

Autor: Gilberto Cabeggi






terça-feira, 4 de agosto de 2009

SOB AFLIÇÕES




















A sua mente pode focalizar o medo, a preocupação, o problema, o negativismo ou o desespero. Ou pode focalizar a confiança, as soluções, o otimismo e o sucesso. Você decide. (Don Ward)



Uma vida livre de aflições tem pouco ou nenhum significado. As aflições têm variadas e múltiplas facetas; uma delas é quando fica estabelecida a diferença que existe entre aquilo que você é e aquilo que você pode ser. Sem aflições as possibilidades deixam de existir. Sem aflições deixa de existir um alvo maior a ser alcançado.

Na realidade não é muito difícil aliviar algumas aflições. Basta apenas optar pelo caminho mais fácil, abandonando os seus sonhos, entregando-se ao desespero circunstancial e fugindo das suas responsabilidades. Apesar desse tipo de comportamento lhe causar um alívio temporário, é certo que a aflição fatalmente irá retornar lhe trazendo dores excruciantes.

Para viver a vida com um propósito, para se dirigir em busca de um alvo, pode estar certo de contar com a presença de não poucas aflições. Portanto, aprecie, aceite e viva com um forte senso de que aflições são apenas preciosas oportunidades dadas pelo próprio Deus a fim de nos tornarmos mais semelhantes a Ele.

Nélio DaSilva


No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo. (João 16:33)







SADIA INDEPENDÊNCIA


























Quanto mais você depende de fatores externos para ser feliz, mais frustrado e infeliz você se tornará. (Peter Drucker)


Assuma responsabilidade pelo seu próprio senso de satisfação, pela sua alegria, pela sua felicidade. Essas coisas não têm que ser necessariamente condicionais ou dependentes de fatores que estão acima da sua capacidade de controle. Pare de esperar por uma permissão para ser feliz. Dê a si mesmo tal permissão e comece a viver cada momento com alegria.

"Se eu encontrasse um novo trabalho, e ganhasse mais dinheiro, aí então, eu seria feliz!" "Se encontrasse o homem/mulher dos meus sonhos aí então eu seria feliz!" Você já se ouviu consolando a si mesmo com falsos valores como esse? Claro, faça tudo o que puder para adquirir o melhor trabalho, mas não engane a si mesmo pensando que é no trabalho que está a fonte do seu contentamento ou a falta dele que lhe impede de ser feliz.

Você só será - genuinamente - feliz quando compreender que já tem o suficiente. O resto só depende de você. Aceite e viva a abundância que já é sua e não haverá nada neste mundo que irá lhe impedir de ser realmente feliz.


Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. (Filipenses 4:12)



Nélio DaSilva
domingo, 2 de agosto de 2009

Certos Momentos

Primeiro Momento
Quantas vezes fechamos as portas de nossos corações por medo?
Quantas vezes dizemos NÃO às mudanças?
Quantas vezes fechamos os olhos para não ver a realidade?
Quantas vezes nos calamos com medo de dizer o que precisava ser dito naquele momento tão especial?Quantas vezes bloqueamos nossos sentimentos com medo de amar?
Quantas vezes deixamos de ser quem somos somente para agradar alguém que jamais o entenderá?
Quantas vezes...
Quantas vezes mais poderá um ser humano continuar nesta estrada, cujo caminho ele nem mesmo sabe onde dará?




Segundo Momento
Quantas vezes agradeci a Deus as oportunidades que tive?
Quantas vezes mais agradecer?
Quantas vezes mais é preciso?
Quantas vezes mais desejo agradecer?




Terceiro Momento
Às vezes sentimos, porém não conseguimos expressar...
Às vezes choramos, mas não conseguimos demonstrar...




Nossos momentos.
O passado proporcionou tantas maravilhas, que muitas vezes desejamos tê-las novamente.
Felizmente, cada momento tem seu próprio tempo e, graças a Deus, não se repetem, pois a vida fica muito mais bonita e alegre quando os momentos passados foram originais e sinceros.
O presente nos proporciona grandes, médios e pequeninos momentos; porém, a quem competirá medir estes momentos será você mesmo, e deles aproveitar o máximo.
Cabe a você classificá-los, admirá-los ou apagá-los.
O futuro... estes são os momentos que mais vivem em nossas mentes e corações.
As ansiedades pelo próximo dia, a perspectiva pelas novas metas realizadas, o beijo desejado, o sonho realizado.




Momentos da vida.
Dos momentos passados, agradecemos as oportunidades, guardamos a felicidade em nossos corações.
Para as tristezas fazemos uma oração, aos sonhos realizados fechamos os olhos e recordamos com alegria cada segundo.

Enfim, dos momentos que se passaram tentamos a cada momento guardá-los e todas as vezes que recordarmos tentaremos olhar com novas visões para nosso próprio crescimento, pois são dos momentos que se passaram que tiramos conclusões do que faremos amanhã.
Do momento presente, a vida pede apenas para vivê-los naquele instante,e jamais tentar transferi-los ou senti-los no passado, muito menos sofrer ansiosamente por momentos que virão.
Dos momentos futuros, desejá-los e pedir a Deus que traga os melhores momentos para nossas vidas e aguardá-los.




Cada um a seu tempo. E lembre-se "Viva o momento presente, por que o ontem já passou e o amanhã talvez não venha..." Por isso viva cada momento intensamente,como se fosse o último de sua vida...



Jesus não disse, eu era, nem eu vou ser, ELE DISSE EU SOU!
sábado, 1 de agosto de 2009

Humildade x Orgulho

Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo?



Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro significado.



O termo humildade vem de húmus, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente.



Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente.



A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice.



A humildade é a mais nobre de todas as virtudes pois somente ela predispõe o seu portador, à sabedoria real.



O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende.



O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.



Alguns exemplos talvez tornem mais claras as nossas reflexões.



Quando, por exemplo, uma pessoa humilde comete um erro, diz: "eu me equivoquei", pois sua intenção é de aprender, de crescer. Mas quando uma pessoa orgulhosa comete um erro, diz: "não foi minha culpa", porque se acha acima de qualquer suspeita.



A pessoa humilde trabalha mais que a orgulhosa e por essa razão tem mais tempo.



Uma pessoa orgulhosa está sempre "muito ocupada" para fazer o que é necessário. A pessoa humilde enfrenta qualquer dificuldade e sempre vence os problemas.



A pessoa orgulhosa dá desculpas, mas não dá conta das suas obrigações e pendências. Uma pessoa humilde se compromete e realiza.



Uma pessoa orgulhosa se acha perfeita. A pessoa humilde diz: "eu sou bom, porém não tão bom como eu gostaria de ser".



A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. A orgulhosa resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos.



O humilde sempre faz algo mais, além da sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: "eu faço o meu trabalho".



Uma pessoa humilde diz: "deve haver uma maneira melhor para fazer isto, e eu vou descobrir". A pessoa orgulhosa afirma: "sempre fiz assim e não vou mudar meu estilo".



A pessoa humilde compartilha suas experiências com colegas e amigos, o orgulhoso as guarda para si mesmo, porque teme a concorrência.



A pessoa orgulhosa não aceita críticas, a humilde está sempre disposta a ouvir todas as opiniões e a reter as melhores.



Quem é humilde cresce sempre, quem é orgulhoso fica estagnado, iludido na falsa posição de superioridade.



O orgulhoso se diz céptico, por achar que não pode haver nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia ao criador, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece.



Uma pessoa humilde defende as idéias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre suas idéias, não porque acredite nelas, mas porque são suas.



Enfim, como se pode perceber, o orgulho é grilhão que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição.



Você sabe por quê o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso?



É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.



Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E certamente estaria isolado.





Enquanto o sentimento de posse cria o medo da perda, o sentimento de zelo liberta e enaltece o espirito de quem é humilde.

Humildade não é fraqueza ou submissão, mas sim um nobre respeito por todas as criaturas - o reconhecimento de que o próximo é alguém digno de consideração e merecedor das bem aventuranças que nos foram prometidas.





Jesus falou certa vez: "Bem aventurados os humildes e mansos pois eles herdarão a terra". Mensagem recebida por email



Recent Visitors

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...